Endometrioma: Operar ou não operar?

Essa questão é motivo de discussões entre especialistas nesta área e gera opiniões divergentes.
Alguns acreditam que o tratamento cirúrgico melhora os resultados e permite que os casais engravidem sem precisarem recorrer à fertilização in vitro. Alegam que a cirugia causa mínimo trauma no ovário e alivia a dor. Para alguns a cirurgia tem papel fundamental no tratamento dos endometriomas.
Por outro lado, alguns especialistas focam a visão do ponto de vista da paciente, onde uma decisão compartilhada e informada com o paciente é obrigatória, em um contexto multidisciplinar que pode oferecer tanto a cirurgia quanto a fertilização in vitro!

Diferenças substanciais nos sintomas sugerem uma condição multifatorial que não pode ser generalizada em escala global. Precisamos levar em consideração as diferenças geográficas, culturais, religiosas e de saúde.
O tratamento deve ser individualizado para cada paciente de acordo com a situação clínica.

Fonte: Fertlity Sterility, dezembro de 2018

Dra. Márcia A. Faria Pádua⠀⠀
Reprodução Humana – Clínica Synesis⠀⠀
(11) 3721-1797⠀⠀
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Cirurgia no ovário pode diminuir minha chance de engravidar?

Sim, toda cirurgia gera uma cicatriz, fibrose.
É um pedacinho do ovário que não funcionará mais. Porém, em inúmeros casos, ao retirar a doença do ovário, melhoramos o seu funcionamento, o que pode compensar o dano desta cicatriz.
Nos casos de endometriomas (endometriose no ovário), essa balança entre benefício ou não da cirurgia é muito equilibrada. Por isso, uma parceria entre o médico responsável pelo tratamento da infertilidade e o cirurgião é essencial.

Dra. Maria Beatriz Faria Endometriose / Oncologia Clínica Synesis ⠀
(11) 3721-1797 ⠀
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

OBESIDADE NA INFÂNCIA PODERIA SER CAUSA DE INFERTILIDADE NA MULHER ADULTA?

A obesidade na infância e adolescência tem sido associada à puberdade precoce, distúrbios menstruais e síndrome dos ovários policísticos (SOP).
Estudos correlacionam a obesidade infantil (7-12 anos) com uma maior probabilidade desta criança ter dificuldade de engravidar quando chegar na idade adulta.
A obesidade altera o sistema endócrino com efeitos a longo prazo sobre a infertilidade. No entanto, os mecanismos envolvidos na redução do potencial reprodutivo ainda são pouco conhecidos.
A prevenção precoce da obesidade infantil é importante para a fertilidade, bem como para a prevenção de doenças.
Fonte: Fertility Steritily, setembro de 2018
Dra. Márcia A. Faria Pádua⠀⠀
Reprodução Humana – Clínica Synesis⠀⠀
(11) 3721-1797⠀⠀
www.clinicasynesis.com.br
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Criopreservação de óvulos na mulher com câncer de mama

Veja abaixo o que você precisa saber sobre a criopreservação (congelamento) de óvulos na mulher com câncer de mama: ⠀ ⠀

· Não há evidências de que o uso de indutores da ovulação aumente o risco de câncer de mama; ⠀ ⠀

· A estimulação ovariana depois da cirurgia para o câncer de mama, não atrasa de modo significante o início da quimioterapia;⠀ ⠀

· Mulheres jovens com câncer de mama que serão submetidas a quimioterapia, devem ser orientadas sobre a possibilidade de congelamento de óvulos; ⠀ ⠀

· Esclarecendo que essa opção não interferirá no prognóstico da doença!⠀ ⠀

Dra. Márcia A. Faria Pádua⠀⠀

Reprodução Humana – Clínica Synesis⠀⠀

(11) 3721-1797⠀⠀

www.clinicasynesis.com.br⠀

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Quando não operar de endometriose?

No post anterior vimos quais os típicos casos em que devemos operar a endometriose. No entanto, há situações onde devemos evitar a cirurgia, como em paciente com dor pélvica ainda não investigada. Pacientes próximas à menopausa ou pacientes com múltiplas cirurgias abdominais anteriores. Estas são situações em que devemos observar muito bem as particularidades de cada caso.

Investigar intensamente as causas da dor pélvica, tentar tratamentos clínicos alternativos aos já usados e outras medicações para controle dos sintomas.

Dra. Maria Beatriz Faria Endometriose / Oncologia ⠀
Clínica Synesis ⠀
(11) 3721-1797 ⠀
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Quando operar de endometriose?

Uma das perguntas e dúvidas mais frequentes das pacientes com endometriose é se ela deve ou não operar e quando.⠀

Essa pergunta não é tão simples, realmente, e não há regras fixas, cada caso deve ser avaliado por um profissional experiente no assunto e decidido em conjunto com a paciente. ⠀

Mas quais são os casos que classicamente precisam de cirurgia? ⠀

- Dor persistente, mesmo após tratamento clínico (geralmente com pílulas anticoncepcionais);⠀
- Pacientes com desejo gestacional;⠀
- Necessidade de confirmar o diagnóstico de endometriose (somente na cirurgia conseguimos material para avaliar microscopicamente);⠀
- Necessidade de afastar uma doença maligna, especialmente nos casos de cistos de ovário;⠀
- Obstrução intestinal ou do trato urinário. ⠀

Está em dúvida se deve se submeter a uma cirurgia? ⠀
Veja se você se enquadra nos critérios acima e procure um profissional de sua confiança.⠀

Dra. Maria Beatriz Faria Endometriose / Oncologia ⠀
Clínica Synesis ⠀
(11) 3721-1797 ⠀
www.clinicasynesis.com.br⠀

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Quando podemos valorizar o ultrassom numa adolescente com microcistos

Veja abaixo o novo Consenso da SOP ( Síndrome dos Ovários Policísticos)

Ultrassom não  dever ser considerado como diagnóstico na adolescente que tem menos de 8 anos da primeira menstruação, devido  a alta incidência de ovários multi-foliculares nas adolescentes. Se possível, a via transvaginal é sempre a indicada.

O número de folículos deve ser maior que 20  ou volume ovariano maior que 10ml.

Em ciclo menstrual onde a paciente tem irregularidade menstrual e aumento dos hormônios androgênicos (hormônios masculinos) o ultrassom não é necessário para o diagnóstico de SOP.

No ultrassom pélvico  o volume é  o dado mais considerado.

Fonte:International evidence-based  guideline for the assessment and management of polycystic ovary syndrome 2018

Dra. Márcia A. Faria Pádua⠀
Reprodução Humana – Clínica Synesis⠀
(11) 3721-1797⠀
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

CICLO MENSTRUAL IRREGULAR

Veja as novas recomendações da diretriz internacional baseada em evidências :

Sempre temos que considerar que o primeiro ano da menstruação costuma ser irregular, na transição puberal!

Ciclos menstruais irregulares são definidos como:

• Na mulher com 1 ano até menos de 3 anos após a primeira menstruação se forem menores de 21 dias ou ser for maior que 45 dias.

• Na mulher após 3 anos da primeira menstruação até à perimenopausa, os ciclos são considerados irregulares se forem menores que 21 ou maiores que 35 dias .

• Amenorreia( ausência de menstruação) primária aos 15 anos ou 3 anos após a telarca (desenvolvimento das mamas) .
**Quando os ciclos menstruais irregulares estão presentes, o diagnóstico de SOP (síndrome dos ovários policísticos) deve ser considerado e avaliado de acordo com as diretrizes para SOP.

Fonte:Recommendations from the international evidence-based guideline for the assessment and management of polycystic ovary syndrome. Fertility Sterility, julho de 2018

Dra. Márcia A. Faria Pádua⠀
Reprodução Humana – Clínica Synesis⠀
(11) 3721-1797⠀
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Gravidez pode melhorar a endometriose?

É frequente que mulheres com endometriose sejam informadas que engravidar pode ser uma estratégia útil para controlar seus sintomas e reduzir a progressão da doença.

Muitas mulheres diagnosticadas com endometriose e que foram motivadas a engravidar tem expectativas em relação à melhora dos sintomas e da doença.Entretanto, os resultados dos estudos sobre o efeito da gravidez na endometriose são controversos e a gravidez em mulheres com endometriose nem sempre está associada à melhora dos sintomas.

Há evidências crescentes de que a endometriose possa interferir no sucesso da gravidez.

Fonte: Human Reproduction Update, maio 2018

Dra. Márcia A. Faria Pádua
Reprodução Humana – Clínica Synesis
(11) 3721-1797
www.clinicasynesis.com.br

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Benefícios da FIV em seres humanos ajudando outras espécies

BOM PENSAR SOBRE ISSO!

Enquanto a maioria dos tratamentos médicos humanos se baseia na experimentação animal preliminar e na modelagem, a notável exceção a essa regra é a prática da FIV. Desde o nascimento de Louise Brown, praticamente todos os avanços clínicos em FIV foram testados diretamente em humanos. É claro que a experiência clínica no modelo humano é muito maior do que em outras espécies. Como agora nos encontramos em uma situação em que outras espécies podem se beneficiar dessa experiência, isso dá à humanidade a oportunidade de “devolver” ao reino animal o benefício do conhecimento que adquirimos nos últimos 40 anos no tratamento de seres humanos com infertilidade.
Por: Fertility Sterility
Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário